GETÚLIO VARGAS – Governo Ditatorial (1937 – 1945)

  • A ditadura de Vargas dura oito anos.

  • A imprensa foi censurada, ninguém podia criticar o governo, as greves foram proibidas, os sindicatos controlados pelo Estado.

  • A ditadura de Vargas era bem parecida com a de Mussolini na Itália, mas não era fascista.

  • Getúlio Vargas governou por decretos-leis.

  • Vargas se preocupou bastante com controle da classe operária e dos sindicatos.

  • É dessa época a criação do imposto sindical, um dia de trabalho por ano que cada trabalhador, sindicalizado ou não, pagava ao governo, que era utilizado em benefícios.

  • Opinião pública passa a ser controlada pelo DIP, que só permitia a propaganda política do governo.

  • Cada redação de jornal tinha um censor para julgar o que podia ser publicado.

  • Em 1938, os integralistas, que colaboraram com Getúlio no golpe de 1937 se sentiram traídos.

  • Os integralistas tentaram tomar o poder, mas foram derrotados e presos.

  • Em 1943, Getúlio criou a CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas) uma reunião das leis trabalhistas.

  • Depois de ser chamado de DPDC e DNP, foi chamado DIP (Departamento de Imprensa e Propaganda) criado em dezembro de 1939.

  • DIP – encarregado da censura dos meios de comunicação ( rádio, jornais, livros, cinema) e também tinha como função divulgar uma imagem positiva do Estado Novo, para garantir o apoio da opinião pública.

  • Vargas utilizou o rádio para divulgação de seus projetos.

  • Na área econômica, Getúlio investiu na industrialização.

  • Construção da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) é da Companhia Vale do Rio doce, exploradora de minérios.

  • As companhias eram estatais, mas além de utilizarem os capitais do governo, utilizaram também os empréstimos norte-americanos.

  • Se desenvolveram as indústrias de papel, cimento, vidro.

  • No setor agrícola, Vargas estimulou a policultura e se preocupou com a estabilização do preço do café.

  • Getúlio comprou os estoques de café, queimou-os, impôs condições para o plantio e para a política de preços.

  • Criou o Instituto Brasileiro do Café, que passou a controlar o mercado.

  • O Brasil participou da segunda guerra mundial, ao lado dos aliados: Inglaterra, França, EUA e outras nações.

  • A atuação brasileira na guerra se deu através da FEB (Força Expedicionária Brasileira) com campanhas na Itália.

  • Brasil exporta minérios, outras matérias-primas e produtos industrializados para os países em guerra.

  • Criação de novos Institutos como o do Mate e o Pinho.

  • A expansão industrial não foi suficiente para tornar o país economicamente independente.

  • As indústrias dependiam da importação de bens de capital como máquinas para produzir. As indústrias também produziam bens de consumo.

  • O Brasil continuou e exportando café, algodão, minérios.

  • As camadas médias e uma parte das camadas pobres foram beneficiadas pelo crescimento industrial e pela ampliação dos órgãos públicos, com o aumento de empregos.

  • Nas cidades havia muitas pessoas subempregadas e também desempregadas. Os salários continuaram baixos.

  • Em 1940, no Rio, a companhia teatral “Os Comediantes” iria inaugurar o moderno teatro brasileiro.

  • Com a repercussão interna da participação do Brasil na segunda guerra mundial, provocou enfraquecimento do Estado Novo.

  • O país vivia uma situação contraditória, pois lutava pela democracia no exterior, combatendo fascismo, mas vivia sob um regime ditatorial.

  • Com o apoio da grande imprensa, os intelectuais, estudantes e operários e iniciaram um movimento pela redemocratização do país.

  • Pressionado, o governo prometeu eleições gerais, diminuiu a censura à imprensa e permitiu a volta de partidos políticos.

  • A oposição se organizou num partido, chamado UDN (União Democrática Nacional).

  • As oligarquias rurais, banqueiros industriais e parte da classe média formaram o PSD (Partido Social Democrata).

  • Os dirigentes sindicais criar o PTB (Partido Trabalhista Brasileiro).

  • O governo norte-americano não aceitava a política nacionalista de Vargas, que dificultava a entrada de capitais privados daquele país.

  • Durante a campanha eleitoral, surgiu um movimento liderado pelos trabalhistas, chamado “Queremismo” que defendia a convocação de uma assembléia constituinte e a continuidade de Getúlio.

  • Os setores nacionais de oposição, ligados aos estados unidos e apoiados por parte das forças armadas, conspiraram para derrubar o presidente.

  • Em e outubro de 1945, um golpe de estado liderado pelo General Góis Monteiro, depôs Vargas.

  • As eleições se realizaram e o vencedor foi Marechal Eurico Gaspar Dutra.

About these ads

~ por Prof Gasparetto em 25, maio 2009.

Uma resposta to “GETÚLIO VARGAS – Governo Ditatorial (1937 – 1945)”

  1. lindo

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: